Skip to content

Proporção de católicos é a menor em 140 anos

24 de agosto de 2011

Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas mostra que a proporção de católicos caiu 7,3% em menos de uma década. A pesquisa também apontou a estagnação da proporção de evangélicos pentecostais, o aumento do número de evangélicos tradicionais e também dos que se dizem sem religião.

Na semana em que o Rio de Janeiro foi confirmado como sede da próxima Jornada Mundial da Juventude – encontro que terá a presença do papa Bento XVI, em julho de 2013 – o Novo Mapa das Religiões, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), traz más notícias para a comunidade católica. A proporção de católicos em 2009 foi a menor registrada em quase 140 anos de pesquisas estatísticas no País.

Embora continue maioria, a população católica chegou a 68,43% do total de brasileiros, o equivalente a 130 milhões de pessoas. Pela primeira vez a proporção foi menor de 70%. A pesquisa também apontou a estagnação da proporção de evangélicos pentecostais (de igrejas como Assembleia de Deus e Universal do Reino de Deus, entre outras), que teve grande crescimento nos anos 1990, e aumento do número de evangélicos tradicionais (batistas, presbiterianos e luteranos, entre outros). Cresceram também os que se dizem sem religião.

O professor Marcelo Neri, coordenador do trabalho, comparou dados dos Censos desde 1872 até 2000 e atualizou com informações das Pesquisas de Orçamentos Familiares (POFs) de 2003 e 2009. No período de seis anos entre as duas POFs, a proporção de católicos caiu 7,3%, passando de 73,79% para 68,43%. A queda mais acentuada aconteceu justamente entre os jovens de 10 a 19 anos, principal alvo do encontro de 2013 no Rio. A proporção de jovens católicos no Brasil caiu 9%, passando de 74,13% para 67,48%.

Fonte: Veja.

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: