Skip to content

5 mitos sobre a Igreja Orgânica

18 de abril de 2011

“Igreja orgânica” é um termo normalmente usado como sinônimo para “igreja nas casas”, “igreja simples” ou “igreja nos lares”. Mas isso não é correto. Há várias diferenças entre uma igreja orgânica autêntica e um grupo de pessoas que se reunem em uma sala de estar e se auto-denominam igreja.

O termo “igreja orgânica” foi criado por T. Austin-Sparks e se refere a uma igreja que vive e se reune de acordo com a realidade espiritual de que a Igreja (ekklesia) é um organismo espiritual e não uma organização institucional.

Alguns mitos sobre as igrejas orgânicas

Nas igrejas orgânicas, nada é organizado e tudo é espontâneo. Incorreto. Assim como o corpo humano tem uma expressão específica e uma organização, do mesmo modo as igrejas orgânicas. Os membros planejam como e quando se encontrarão. Esta prática é totalmente consistente com a vida spiritual. O próprio Deus faz planos.

Uma igreja orgânica não tem líderes. Incorreto. Liderança é algo que surge no Corpo de Cristo por meio de cada membro, em tempos diferentes. Pessoas diferentes lideram de acordo com seus dons e ministérios distintos. Na Igreja Orgânica, todos são sacerdotes, ministros e partes funcionais do Corpo, assim como ensina o Novo Testamento. A liderança é aberta, participatória e fluida.

Igreja orgânica é o mesmo que pós-igrejismo. Incorreto. Igrejas orgânicas podem ser visitadas. Elas se reunem em lugares reais e regularmente. Não são igrejas fantasmas.

Igrejas orgânicas sempre se reunem em casas. Incorreto. Ainda que as igrejas orgânicas não possuam “edifícios sagrados”, elas podem se reunir em qualquer lugar, seja uma casa, uma cafeteria, um chalé, em um parque ou em um edifício alugado.

Igreja orgânica é um movimento unificado. Incorreto. Muitos cristãos usam a expressão “Igreja Orgânica” para descrever diferentes expressões da Igreja, até mesmo igrejas institucionais.

Artigo completo [em inglês]: The Rebuilders. Tradução: Pão & Vinho.

Ler também:

Anúncios
4 Comentários
  1. 29 de abril de 2011 21:37

    Infelizmente igreja orgânica está se tornando apenas mais uma bandeira, mais um estilo de se fazer igreja. Muitas vezes é retratada apenas como uma estratégia de evangelismo ou um estilo de ser evangélico metido a radical. Não se deve perder a idéia básica e essencial de igreja de vida orgânica. A vida Orgânica da Igreja consiste em andar dia a dia com Jesus individualmente e na experiência comunitária, depender do Espírito Santo como governo, buscar em a Jesus como fonte de vida, Conhecer a Deus intimamente e expressar a vida de Cristo em nós que é a esperança da glória. Isso é a vida orgânica da Igreja e não podemos tentar definir igreja orgânica a partir de observações feitas de fora tentar descrever características para depois tentar reproduzir um padrão ou modelo. A vida de Igreja Orgânica pode ser vivida em diversos contextos e formas pois não se trata de local ou maneira de se organizar e cultuar mas sim de caminhar com Jesus, conhecê-lo e deixa-lo viver em nós.
    Carlos de Brasília

  2. 20 de maio de 2011 20:32

    Prezado Hugo,

    Acho que em matéria de eclesiologia nós temos muitos pontos em comum.
    Gostaria dos seus comentários quando possível no meu novo post referente ao tema.

    Abraços Orlando
    souteologico.blogspot.com

  3. 30 de abril de 2013 9:50

    “Igreja orgânica” é um termo normalmente usado como sinônimo para “igreja nas casas”, “igreja simples” ou “igreja nos lares”. Mas isso não é correto. Há várias diferenças entre uma igreja orgânica autêntica e um grupo de pessoas que se reunem em uma sala de estar e se auto-denominam igreja

    O texto diz que: “Mas isso não é correto. Há várias diferenças entre uma igreja orgânica autêntica e um grupo de pessoas que se reunem em uma sala de estar e se auto-denominam igreja” Que diferenças são estas?

    Nos reunimos como igreja em casas, porque não seriamos uma “autentica” igreja orgânica?

  4. 14 de julho de 2013 20:10

    No meu entender igreja orgânica, igreja nos lares, igreja simples é a mesma coisa, é igreja fora do sistema religioso, é igreja do tipo do tempo dos apóstolos. pelo menos deve ser assim.

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: