Skip to content

Reformadores (demasiadamente) radicais

4 de abril de 2011

Por Marcondes Soares:

Alguns irmãos de igrejas caseiras são muito parecidos com os comunistas radicais. Para os comunistas radicais, o estabelecimento do ideal socialista depende da crise e queda do capitalismo. Por isso eles trabalham contra o sistema, estão sempre na oposição e são contra todo movimento de “melhoramento” do sistema. Sempre pessimistas, fazem comentários negativos contra todo movimento social no sistema.

Semelhantemente, alguns irmãos em igrejas caseiras torcem contra todo movimento de “melhoramento” nas igrejas institucionais, porque para eles a crise no sistema é muito importante para o estabelecimento da restauração de TODA a igreja. Por isso vêem com desconfiança cada movimento de reforma e reavivamentos nessas instituições. Estão sempre pessimistas e fazendo comentários negativos sobre cada movimento de renovação dentro das denominações.

Ambos os grupos têm um entendimento equivocado. Para Karl Marx, uma sociedade socialista só é possível em condições de desenvolvimento industrial e educacional. Da mesma forma, a plena restauração da igreja se dá dentro de um processo de amadurecimento de todo o Corpo. Algumas verdades espirituais importantes estão com movimentos dentro de instituições e são necessarias para o crescimento sadio de grupos domésticos.

As ovelhas devem cruzar com ovelhas de outros grupos para o nascimento de crias sadias. Muitas vezes a vivência de grupos pequenos e células são como as primeiras series em um processo de aprendizado até o ideal. Então, não podemos nos precipitar e achar estranho que Deus ainda está trabalhando com pessoas em denominações. Deus está conduzindo as coisas e desenvolvendo seu plano em um processo, de nossa perspectiva no tempo.

Um verdadeiro “remanescente” não vai se recusar a cooperar com o que Deus esta fazendo dentro da denominações. Fico contente com o numero cada vez maior de irmãos dos movimentos de restauração que estão ajudando igrejas locais em modelos tradicionais e contagiando essas pessoas com o desejo de buscar uma igreja o mais proxima possivel da vida da igreja neotestamentária.

Marcondes Soares vive em Recife-PE. É professor de Sociologia graduado pela Universidade Federal de Pernambuco.

Anúncios
3 Comentários
  1. 3 de maio de 2011 14:45

    Olá Marcondes,
    Graça e Paz!

    Gostei da colocação das suas palavras. Reconheço que o caráter orgânico da Igreja de Jesus é uma realidade espiritual que precisa ser levada a sério. Entretanto, muita gente acaba exagerando na dose e menospreza aqueles que servem ao Senhor com fidelidade e amor mesmo numa denominação eclesiástica.

    Todas as tentativas de estabelecer uma igreja nos moldes de Atos acabam sendo frustradas, simplesmente porque seus idealizadores agem como se tivessem descoberto a pólvora. É uma triste realidade essa.

    A Igreja é projeto de Cristo, e ele com certeza completará a sua obra, apesar de nós.

    Abraço meu irmão,

    No Amor de Jesus,

    Edu
    Arujá – SP

  2. 28 de maio de 2011 13:09

    A Paz do Senhor Jesus amado Marcondes.
    Li seu Post e sinceramente fiquei balanceado com sua forma de pensamento. Pois até certo ponto eu era (ou será que ainda sou?) um pouco “Radical” nesse sentido citado por você, defendendo uma maior separação, à ponto de não dizer-me mais Evangélico…
    Porém, creio também como você que Deus pode sim, e está trabalhando ainda nas Instituições Denominacionais, e depois desta sua postagem, espero tornar-me mais “flexível”…

    Leandro Poubel
    Igreja Orgânica em Campo Grande / RJ

  3. 29 de maio de 2012 15:28

    Parabéns! Acima que qualquer citação, suas palavras são a minha alegria, que o Senhor nos conceda humildade para aceitarmos uns aos outros e aprendamos a crescer juntos na seara, e que possamos entender que igreja é uma em qualquer circunstancia, seja ela caseira, institucional, ou qualquer outro nome que possamos dar a ela.
    Mais uma vez parabéns.
    Julio Ometto – Piracicaba

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: