Skip to content

Consul do Haiti em SP: “O Haiti tem maldição”

15 de janeiro de 2010

O cônsul-geral do Haiti em São Paulo, George Antoine, segundos antes de iniciar a gravação de uma entrevista para o SBT na quinta-feira, 14, soltou algumas frases infelizes em relação ao terremoto que devastou o país mais pobre da América Central. O cônsul tem mais de 100 parentes no Haiti.

Com microfone de lapela e aparentemente sem saber que o áudio já estava sendo gravado, Antoine virou-se para um funcionário da representação diplomática e disse: “A desgraça de lá tá sendo uma boa para a gente aqui ficar conhecido (…) Aquele povo africano acho que de tanto mexer com macumba, não sei o que á aquilo (…) O africano em si tem maldição. Todo lugar em que tem africano tá f…”

Após saber que o microfone de lapela estava ligado, o cônsul, já durante a entrevista, segurou um terço nas mãos, e disse estar abalado com o que ocorreu no Haiti. “Esse terço nós usamos pois nos dá uma energia positiva que acalma a pessoa. Como eu estou muito tenso e deprimido com o negócio do Haiti, a gente fica mexendo com vários para se acalmar”.

Fonte: Estadao.

Pat Robertson está sendo frito e cozido na mídia, tanto cristã como secular, por comentários semelhantes:

Anúncios
9 Comentários
  1. marcondes permalink
    16 de janeiro de 2010 20:49

    eu não posso mais assistir as reportagens, só faço chorar, sinto sem exagero nenhum minhas entranhas, algo como uma onda subindo de minha barriga até a garganta, começo suspirar e gemer, qualquer imagem de corpos desencadeia esta reação fisica angustiante que se transforma numa oração de suspiro, acredito que Deus esta muito triste pelas mortes e sofrimento dos vivos e esta trabalhando bastante com a igreja e com os de fora para ajudar os que sofrem!

  2. Hugo permalink*
    17 de janeiro de 2010 3:10

    Eu também creio assim, Marcondes. E compartilho desta dor.

  3. Luciano permalink
    18 de janeiro de 2010 10:07

    Eu também penso assim.,,

    E o que mais me dá angustia, é já ver os crentes virem com a conversa de julgamento de Deus, como se o Haiti fosse Sodoma e Gomorra.

    Poxa, de acordo com pesquisas, são 23% de Evangélicos no páis, e muitos católicos, e 5% declaram-se praticantes Vodu.

    Ontem na minha comunidade, um rapaz se levantou pra falar esta besteira, que morreu muita gente, etc, mas que afinal de contas eles eram pagãos, etc e tal.

    Deu vontade de gritar também.

    Depois eu fui falar com ele, e os animos se exaltaram….

    Há que vontade de fazer ele engolir o que disse….

    Caramba, eu vi um video, em que dava pra se ouvir as vozezinhas de crianças soterradas, pedindo socorro, e o babaca do crente hipócrita me vem com uma dessas de Vingança de Deus.

    Putz, vai a m@3rda. bando de crente vampiro.

    Vão lá ver a dor do povo, vão lá botar a mão nas feridas das crianças, ao invés de ficarem aqui, no bem bom, com suas camas limpinhas e roupas passadas….

    Não quero mais ser chamado de evangélico, não dá mais, este povo está mais alienado e contaminado do que nunca.

    Eu também choro com voçês.

    Deus abençoe o Haití.

  4. Hugo permalink*
    18 de janeiro de 2010 15:58

    Alguém recentemente me perguntou se as práticas espirituais de uma nação podem trazer maldição sobre a mesma. Não tenho a menor dúvida de que o caos social e a miséria do Haiti, o país mais pobre das Américas, se devem em grande parte às práticas espirituais da nação. Agora, na questão do terremoto, vejo como uma questão natural. Eu mesmo moro em uma área sujeita à tremores de terra por estarmos sobre uma falha sísmica.

    No caso de Sodoma e Gomorra e até mesmo no dilúvio de Noé, Deus se deu ao trabalho de salvar os justos que estavam nestes lugares, respectivamente. E eu sei que no caso do Haiti, muita gente boa morreu, a começar por Zilda Arns.

    Antes de atribuir toda e qualquer tragédia à ira divina, é importante refletirmos sobre o que Jesus disse em Lucas 13:1-5:

    Naquela mesma ocasião, chegando alguns, falavam a Jesus a respeito dos galileus cujo sangue Pilatos misturara com os sacrifícios que os mesmos realizavam.

    Ele, porém, lhes disse: Pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem padecido estas coisas? Não eram, eu vo-lo afirmo; se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis.

    Ou cuidais que aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou eram mais culpados que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não eram, eu vo-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis.

  5. Evelin Fróes permalink
    19 de janeiro de 2010 1:20

    Fui eu quem levantou a questão polêmica! Que bom saber que a maioria é cristã. Mas não se apressem em julgar, isso é tão fácil… terremotos acontecem por falhas geológicas, independente dos países, do Haiti até o Japão. E eu não sou evangélica! E também tenho sentimentos, não gosto nem um pouquinho de ver a desgraça e o sofrimento alheios… Só queria esclarecimentos, pois sempre me intrigou o fato de o Haiti, o primeiro país a declarar a independência e a abolir a escravidão em todo o continente americano fosse o mais pobre e o mais instável politicamente.
    Vamos esfriar os ânimos, por favor! Caso contrário nenhum debate civilizado poderá ser possível!

  6. Hugo permalink*
    19 de janeiro de 2010 2:06

    Comentário à parte: mas que palhaço este cônsul, hein? Diz que a desgraça em sua terra natal lhe dá popularidade, em frente de uma câmera ligada (estas coisas não têm uma luzinha vermelha?) e com um microfone de lapela, e quando percebe a trapalhada agarra um terço na mão e diz que está nervoso …

    Eu rachei de rir… Esse mané deveria mandar um currículo para o Zorra Total. Ele tem futuro.

  7. Luciano permalink
    19 de janeiro de 2010 10:06

    Evelin, eu nem lí este seu comentário que vc fez referência (a abolição, etc…)

    Portanto, meus ânimos não se exaltaram por causa de vc.

    Foi por causa dos crentes (milhares deles), olharem praquela tagédia, e num misto de prazer, e vingança, com sangue escorrendo no canto da boca, terem a pachorra de dizer:

    “Foi vingança de Deus”

    Com estes, que eu me indignei.

  8. Evelin Fróes permalink
    19 de janeiro de 2010 10:51

    Esse cônsul é capaz de nem ser haitiano, ser brasileiro mesmo, pois demonstrou total desconhecimento do país que representa.

  9. Evelin Fróes permalink
    19 de janeiro de 2010 21:02

    Tudo bem, Luciano. Eu também não gosto desse tipo de reação. A única vez que estive numa escola dominical de uma igreja batista eu não aguentei quando ouvi o pastor dizer que Israel é dirigido pelo Espírito do Anti – Cristo e que porque os judeus rejeitaram a Jesus eles trouxeram maldição sobre si… fiquei indignada, afinal de contas as igrejas cristãs não foram nem um pouco santas, perseguiram os judeus com um ódio mortal em nome de Jesus! Nesse caso também penso como você, pois esses crentes se esqueceram dos terremotos em L’Aquila, Itália em abril do ano passado, na China às vésperas das Olimpíadas de 2008, dos terremotos no Rio Grande do Norte e em Pernambuco, etc. Se for para levar o que esses crentes dizem a sério então Deus está se vingando contra vários países, inclusive o Brasil!

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: